Área do cliente

Notícias

Fiea apoia campanha Todos pela reforma da Previdência - Pro Brasil não quebrar

Segunda-feira, 05 de fevereiro de 2018

O apoio à reforma se dá porque a Indústria considera as mudanças cruciais para garantir o ajuste fiscal e o controle do déficit da Previdência

A Federação das Indústrias de Alagoas (Fiea/AL) apoia a campanha Todos pela Reforma da Previdência – Pro Brasil não quebrar. Com cartaz, selo, material para compartilhamento nas redes sociais, cartilha e tira-dúvidas, a campanha mostra à população a importância das alterações nas regras da aposentadoria. A mobilização é apoiada pela Confederação Nacional da Indústria, além de outras confederações empresariais.

O apoio à reforma se dá porque a Indústria considera as mudanças cruciais para garantir o ajuste fiscal e o controle do déficit da Previdência. Assim, mais recursos estarão disponíveis para investir em áreas como saúde, educação e infraestrutura.

"Nós brasileiros não podemos continuar pagando tão alto preço pelo privilégio que alguns poucos recebem. Aprovar a reforma é eliminar uma das principais causas do déficit público", disse o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), José Carlos Lyra de Andrade, um dos principais apoiadores do movimento em defesa da reforma previdenciária.

RISCOS DO DESEQUILÍBRIO – De acordo com a campanha, o rombo nas contas da Previdência não para de crescer. Em 2016, era de R$ 220 bilhões; em 2017, alcançou R$ 268 bilhões. É importante ressaltar que a proposta em tramitação no Congresso Nacional não atinge quem está aposentado ou quem já pode se aposentar. Nada muda para os trabalhadores rurais e para os idosos e deficientes de baixa renda que recebem o Benefício da Prestação Continuada (BPC). Para a campanha, a reforma “é justamente contra os privilégios e a favor da igualdade”.

"Portugal, Espanha e Grécia quebraram por causa da previdência e tiveram que baixar o valor dos benefícios, pois demoraram muito para fazer a reforma. Estados como Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e agora Minas Gerais estão passando por uma situação caótica. E o Brasil não pode seguir por esse caminho", alerta a campanha.

Conheça a campanha Todos pela Reforma da Previdência - Pro Brasil não quebrar, compartilhe as peças com seus amigos e participe da mobilização nacional em apoio à aprovação das mudanças que são importantes para o futuro do país.

Compartilhe: