Área do cliente

Notícias

Enin aponta internacionalização de negócios como saída para a crise

Terça-feira, 10 de outubro de 2017

Mobilizados pela Fiea, empresários negociam direto com compradores nacionais e internacionais

Entusiasmo. Essa é a palavra que define o sentimento de centenas de empresários alagoanos, que participam, até amanhã, 11, no hotel Best Western, na orla da Pajuçara, em Maceió, das primeiras rodadas do Encontro Internacional de Negócios (ENIN). Promovido pela Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), em parceria com o Sebrae e o governo do Estado, o Enin foi aberto na noite dessa segunda-feira, 9, numa solenidade prestigiada pelo governador Renan Filho, e pelo vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Paulo Tigre.

Em sua 6ª edição, o Encontro, promovido a cada dois anos pelo Sistema Indústria, reúne centenas de empresas alagoanas e de outros estados nordestinos. Seu objetivo é promover a internacionalização de pequenos negócios nas áreas de alimentos e bebidas, máquinas e equipamentos, e tecnologia da informação.

Pernambucana, a empresária Solange Veloso trouxe para o Encontro seu trabalho no mercado de artesanato. Para ela, a participação no Enin é uma grande oportunidade contato direto com novos clientes. Esse também é o objetivo da empresária Patrícia Ferreira, da empresa Zebu Minas, do ramo de alimentos.
No mercado alagoano há cerca de quatro meses, ela revela que seu objetivo é, além de divulgar seus produtos, que já estão à venda em supermercados e restaurantes de Maceió, estabelecer contatos e relacionamentos com compradores nacionais e internacionais.

O Encontro realizado pela Fiea conta com a participação de compradores internacionais (Israel, Espanha, Holanda, Suiça, Paraguai, Chile e Argentina), nacionais (Minas Gerais, São Paulo, Distrito Federal, Santa Catarina, Amazonas e Pernambuco) e de empresas exportadoras. “Essa é a contribuição da Indústria para inserção de pequenos negócios no mercado exportador”, disse o presidente da Fiea, industrial José Carlos Lyra de Andrade, no discurso de saudação aos presentes.

Para ele, “o comércio internacional é uma grande saída, talvez a principal, para que o Brasil, e Alagoas em particular, volte a crescer dentro da expectativa dos empresários e da sociedade”.

O vice-presidente da CNI, Paulo Tigre, destacou o Brasil como um país de muitas oportunidades. Para ele, mesmo diante da crise mais dura vivida pela economia brasileira em todos os tempos, “urge buscar estratégias e soluções mirando um futuro melhor, de maior solidez, inovação e crescimento sustentável, como caminhos que deveremos percorrer para ultrapassá-la”.

O dirigente nacional da Indústria disse que eventos como o Enin aproximam as empresas de oportunidades de negócios concretos e de novas perspectivas de mercado. Segundo Paulo Tigre, com eventos desse porte, a Indústria está fazendo sua parte. Mas ele deixou claro que os governos estaduais e federal precisam priorizar a agenda de retomada do crescimento.

As rodadas de negócio continuam nesta terça, até às 18h, e nesta quarta, 11, das 9h às 18h.

Compartilhe: